COMO ESTUDAR LIVROS

            Estudar com eficácia é o que todos queremos. Embora nem todos consigamos realizar tal feito recorrentemente, quando estamos diante de um bom livro – seja ele uma leitura obrigatória ou não – não queremos sair dele sabendo o mesmo que sabíamos ao ler somente sua capa. Se engana quem pensa que ler é, necessariamente, estudar. Na maioria dos casos, estudar requer algum nível de leitura, o problema é que as vezes confundimos o tipo de leitura que precisamos fazer quando nosso intuito é de nos aprofundarmos no livro.

Não devemos ler um romance com a mesma mentalidade de quando lemos um livro de Filosofia, nem um poema clássico com a mente no mesmo estado de quando lemos uma Teologia Sistemática, por exemplo. Alguns autores que lidam com o tema da leitura/estudo eficaz, diriam que existem pelo menos três tipos de leitura: por diversão; por informação; por aprendizado.

A literatura, de modo geral, representa bem a leitura divertida. É o tipo de leitura que serve de lazer e entretenimento para muitos. Por outro lado, a leitura informativa representa aquele tipo de leitura que se faz numa página de blog, revista ou jornal. Nela, se visa preencher algum nível de curiosidade e desejo por atualização a respeito de coisas das mais distintas. Por último, a leitura que mais nos interessa nesse post: a leitura em busca de aprendizado. É geralmente aplicada em estudos acadêmicos por ser uma leitura que exige maior esforço cognitivo, maior reflexão e interação do leitor com o autor. O aprendizado pode ser conquistado em algum nível por um leitor passivo, mas só o ativo desfrutará por inteiro do conteúdo que o autor propõe.

       Pensando na dificuldade que muitos tem de estudar (estudar de verdade) temas um pouco mais densos, me propus a listar aqui algumas dicas de como desfrutar mais da leitura afim crescer no conhecimento:

SE PREPARE PARA LER.

            Não embarque na leitura de cabeça, sem nenhum arcabouço prévio para aquilo que vem pela frente. Dê uma olhada no sumário; saiba o que esperar do autor; leia ou assista um review sobre o livro. Isso irá forrar sua mente para o repouso do conteúdo.

ORGANIZE SEU TEMPO DE LEITURA.

            Você deverá fazer isso diariamente, ou, pelos menos, o mais frequente possível. Para isso, um método eficaz para isso é saber quantas palavras você lê por minuto. Isso mesmo! Você precisa saber quanto tempo precisa ler por dia para concluir o estimado livro. Por isso, saber quantas palavras você lê por minuto facilitará essa organização. Use um cronômetro e veja em quanto tempo você consegue ler de modo claro uma página, depois conte quantas palavras a página contém, logo você terá em mãos o valor de quanto tempo você gasta para ler uma página com aquele número de palavras. Obviamente esse tempo está mais condicionado à complexidade do conteúdo do que a quantidade de palavras, mas essa estimativa contribuirá (e muito) para que você saiba quanto tempo gastará para ler um livro de 300 páginas, por exemplo. Desse modo, poderá programar sua leitura diária, semanal e até anual.

ORGANIZE SEU LOCAL DE LEITURA.

            Evite distrações. Faça o possível para que o tempo que você separou para ler não seja interrompido. Digressões podem fazer com que você perca todo seu tempo de leitura com coisas improdutivas. Procure um lugar silencioso; coloque um fone de ouvido com música se for do seu tipo; ponha o celular no modo silencioso; desfrute do livro e somente.

INTERAJA COM O AUTOR.

            Faça perguntas ao texto: isso é verdade? É aplicável em que contexto? Como se deu essa situação? Que me importa isso? Tais perguntas ajudarão a absorção e análise do que está sendo dito. Sua leitura será mais analítica.

DEIXE DE BESTEIRA E MARQUE SEU LIVRO.

            Marcar livros ainda é tabu para alguns, mas quem se abstém disso só deixa de ganhar. O livro, além de um artefato que deve ser conservado, não deixa de ser uma ferramenta de estudo. Você deve usufruir do máximo que essa ferramenta tem pra oferecer. Use canetas marcatextos, lápis, canetas, blocos de notas e tudo que puder facilitar sua organização direta com o texto. Ao marcar, divida o texto em trechos básicos para acompanhar o raciocínio, e pontos indispensáveis para entender o autor. Use das cores claras às fortes para separar a importância daquilo que é marcado; escreva na página se for possível. O objetivo é fixar na sua mente o que é dito, refletir mais, fazer das páginas um mine esboço para que na próxima folhagem daquelas páginas você consiga assimilar rapidamente o que está sendo dito ali.

USE UM(A) CADERNO/CADERNETA.

            Anote suas dúvidas mais extensas, escreva tópicos do que deseja se aprofundar mais. Perceba possíveis bons livros que possam ser citados, escreva o nome, busque-os. Não se contente com apenas uma visão do tema, pesquise mais sobre. Use o caderno e suas linhas extensas para escrever alguma reflexão mais profunda proveniente de sua leitura. Ao final do livro, escreva você mesmo sua resenha, nem que seja somente uma lauda, é possível que você precisará voltar a ela para refrescar a memória, e convenhamos, será melhor fazer isso do que reler um capítulo inteiro do livro.

Espero que com essas poucas dicas o seu estudo seja enriquecido. Agora acomode-se, se prepare e leia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: