A Expressão Tríade no Arrependimento de Jacó – Gênesis 32-33

A facilidade com que reconhecemos um enganador não se repete na hora de identificar um enganador arrependido. A responsabilidade de proporcionar identificação do arrependimento está nas mãos do que se diz arrependido. A palavra de Deus nos manda produzir fruto que mostre arrependimento (Mt 3.8), sabemos que a única forma de fazermos isso é mudando nossos atos. Tendo isso em mente, meditemos sobre três atitudes que, quando juntas, têm poder de convencer que aqueles que as pratica está verdadeiramente arrependido. Antes disso, pensemos na gravidade de não largar o pecado e o orgulho, ou seja, não arrepender-se. Produzir fruto de arrependimento é evidenciar por meio de obras que seu sentimento em relação ao pecado e a Deus foi transformado. Quanto aos que, ouvindo o chamado ao arrependimento, não produzem bons frutos, João Batista adverte: “O machado já está posto à raiz das árvores, e toda árvore que não der bom fruto será cortada e lançada ao fogo. ” (Mt 3.10).

Visto que aquele que não se arrepende está prestes a ser cortado, e que aquele que se diz arrependido precisa evidenciar sua conversão por meio de frutos, voltemos as formas nas quais o arrependido pode externar em obras seu coração transformado. Para distinguir melhor o arrependido dos demais, visualizemos o repertório de Jacó em Gênesis, com foco no evento de seu reencontro com Esaú no capítulo 32 e 33: homem ganancioso e aproveitador (Gn 25.31), mentiroso e desrespeitoso para com o pai (Gn 27.19), foi fugitivo para se livrar das consequências do seu pecado, contudo, um dia foi alcançado pelo Senhor com transformação. Após muitos anos sem contato com seu irmão, numa provável mistura de medo e arrependido por suas ações, Jacó se assusta com a notícia que seu irmão Esaú vinha em sua direção – pois a promessa de Esaú era de matar Jacó – mas Jacó orou e, embora com medo, não se desviou de seu irmão. Jacó decide enviar mensageiros com rebanhos de presente para seu irmão afim de apaziguá-lo para que o recebesse bem. No dia seguinte, ao ver Esaú chegando, Jacó vai ao seu encontro curvando-se sete vezes até o chão, quando seu irmão vem, o abraça e os dois choram juntos.

Percebemos um conjunto de elementos em Jacó que são capazes de mostrar ao leitor uma coisa: ele quer paz com seu irmão, ele ama seu irmão, ele está arrependido. O leitor não seria convencido disso se Jacó apenas enviasse presentes, se ele apenas se curvasse ou se apenas chorasse, mas essa tríade convence a nós e a Esaú de que Jacó o ama. Devemos aprender com o modo com que Jacó expõe seu arrependimento. Aquele que vivia a tentar se sobrepor ao seu irmão, agora se coloca como um servo, assim como o arrependido Zaqueu, no NT, se comprometeu a devolver quatro vezes mais dinheiro aos que havia enganado antes de conhecer Jesus (Lc 19. 8), Jacó se coloca como servo do seu irmão, seu intuito não é ser maior, mas simplesmente servo.

Aplicações do texto para sua vida

  1. Na tríade, os presentes de Jacó têm o intuito de apaziguar o coração de seu irmão, Esaú, que vinha ao seu encontro. O presente, ou seja, a doação, seja de bens ou de serviço a pessoas e a Deus, revelam uma busca por aceitação, um desejo de paz. O arrependido presenteia, seja com bens ou com a própria vida, ele se dispõe ao Senhor, a igreja e aos irmãos como quem sabe que tudo o que fizer é pouco diante da graça do perdão imerecido. Mostre sua mudança de coração por meio do que sai de suas mãos, mostre seu desejo de proximidade.
  2. Jacó curvou-se sete vezes e, caso perguntássemos ao Senhor se deveríamos nos curvar sete vezes diante dele ou das pessoas que devemos pedido de perdão, talvez ouvíssemos que deveríamos curvar-nos setenta vezes sete. Se curvar é reconhecer sua dívida, que você está ali como devedor, como quem está disposto a pagar o preço pela comunhão. Jacó reverenciou seu irmão, nós também devemos reverenciar ao Senhor com a alma curvada diante da cruz como servos todos os dias.
  3. O choro é a expressão que tempera e marca a vida aquele que sentiu o contraste entre a luz e as trevas em seu coração. O quebrantamento seguido de uma vida que “presenteia”/serve e é devota ao Senhor, é uma boa evidência de que o Salvador fez morada naquele coração. Não poupe lágrimas, não segure a emoção em ocasiões em que ela é quase que um requisito. Um coração contrito diante de Deus é tudo que pecadores precisam todos os dias.
  4. Tenhamos sabedoria para identificar os arrependidos e não arrependidos em nosso meio. Percebamos os frutos e o modo com que os que pedem perdão reagem no momento em que fazem isso. E acima de tudo, entenda: a mudança de caráter é a maior evidência de que você se arrependeu.

Curiosidades do texto

  • A generosidade expressa nos presentes de Jacó a Esaú pode ser melhor entendida se comparada ao valor dos impostos pagos por uma nação a outra. Assim, por exemplo, no século nono a.C., a cidade de Hindanu pagou ao rei *assírio Tikulti-Ninurta II certa quantia em prata, pão, bebida fermentada, trinta camelos, cinqüenta bois e trinta jumentos. O presente de Jacó seria suficiente para permitir que Esaú iniciasse seu próprio negócio no ramo de pastoreio ou seria usado para pagar os mercenários contratados por ele, que esperavam tomar parte nos despojos. (JOHN H. WALTON, 2003).
  • curvou-se até o chão sete vezes. No mundo antigo, o ato de curvar-se até o chão era uma forma de demonstrar respeito a um superior. Para conceder maior honra e demonstrar a subserviência da pessoa que se curvava, esse gesto podia ser repetido sete vezes. Alguns textos egípcios de El Amarna (século 14 a.C.) relatam de alguns súditos curvando-se sete vezes diante do faraó.(JOHN H. WALTON, 2003).

Referências Bibliográficas

JOHN H. WALTON, V. H. M. M. W. C. Comentário bíblico Atos: Antigo Testamento. [S.l.]: Atos, 2003.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: