Jesus é Juiz e Batiza com Fogo. Mateus 3. 1-12.

       Todo o capítulo 3 de Mateus traz consigo duras advertências a respeito da condita dos fariseus em relação ao que havia de acontecer aos que não se arrependessem dos seus pecados no reino chegado. São duras e profundas as palavras ditas entre os versos 7 e 9, mas o que é dito sobre Jesus nos versículos 10 ao 12 salta aos olhos, e são de grande importância para continuarmos amadurecendo nosso conhecimento a respeito de Cristo Jesus. Entre os versículos 10 e 12 João ratifica o que havia sido dito no verso 1, justificando mais uma vez o motivo de urgência do arrependimento, contudo nesses últimos versos há um enriquecimento no argumento de advertência de João e, junto com isso, declarações riquíssimas a respeito do Senhoril de Cristo.                                                                               

       Na lição anterior meditamos a respeito de Jesus como salvador daqueles que se arrependeram dos seus pecados. Sabemos que a missão do Senhor Jesus pode ser resumida com a seguinte frase “Ele veio salvar seu povo dos seus pecados”. Ele é Salvador, porém, ele também é Juiz. Nosso Senhor salva, ele é misericordioso com os que se arrependem, mas como um justo juiz, também condena os que sequer pedem um perdão sincero por seus pecados. Isso fica claro nas palavras de João que diz: “Eu os batizo com água para arrependimento. Mas depois de mim vem alguém mais poderoso do que eu, tanto que não sou digno nem de levar suas sandálias. Ele os batizará com o Espírito Santo e com fogo. Ele traz a pá em sua mão e limpará sua eira, juntando seu trigo no celeiro, mas queimará a palha com fogo que nunca se apaga. ” (Mt 3.11-12). Jesus vem salvar os seus, e de igual modo condenar os soberbos duros de coração. Jesus é juiz, é Deus salvando os que um dia se prostraram de coração contrito aos seus pés e condenando aqueles de dura servis que o ignoram.

Aplicações do texto para sua vida

  1. Devemos viver em constante busca por uma aproximação maior de Jesus e conhecimento de sua pessoa. Ele não é apenas maior que João Batista, é maior que tudo e que todos, pois todo poder lhe foi dado nos céus e na terra (Mt 28.18). Ele é Deus encarnado. Tem poder para julgar e salvar.           

  2. Diferentes do que muitos pensam, Jesus não é apenas salvador, ele também é juiz, e condena todos os hipócritas que se recusam a arrepender-se dos seus pecados.         

  3. Diante do conhecimento de quem é Jesus, nossa postura deve ser daqueles que verdadeiramente se arrependeram e serão juntados no celeiro do Senhor, e então produzem frutos de arrependimento. Evidenciar uma vida íntegra que reflita o brilho da salvação de Jesus em nós é o requisito mais básico para indicar que estamos guardados nele, pois isso é o fruto que mostra o arrependimento.

Curiosidades e reflexões adicionais sobre o texto

  • Dentro do movimento pentecostal, a maioria dos grupos tem por certo que o batismo com fogo citado por João no versículo 11, está falando de um revestimento de poder. Esse batismo, na visão de muitos pentecostais, seria o próprio batismo com o Espírito Santo. Contudo, do verso 10 ao 12, João Batista vem referenciando o fogo a algo ruim. Seus contrastes entre a salvação e a condenação vêm sendo postos de modo que o fogo sempre representa – nesse contexto – o antônimo a salvação. Veja:
BomA arvore que der bom
fruto, é salva.
A que não dá bom fruto, é lançada no fogo.Ruim
BomBatizará com o Espírito Santo.Batizará com fogo.Ruim
BomEle juntará seu trigo no celeiro.Mas queimará a palha com
fogo que nunca se apaga.
Ruim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: